FTT - Futebol de Todos os Tempos

ENTREVISTAS COM EX JOGADORES, TECNICOS, DIRETORES E PESSOAS LIGADAS AO FUTEBOL QUE CONTRIBUIRAM DE ALGUMA FORMA PARA QUE PUDESSEMOS CONHECERMOS UM POUCO MAIS DA HISTORIA DO FUTEBOL BRASILEIRO E MUNDIAL.

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Esquadrão Inesquecivel - AMÉRICA MG 1971


Revista O Cruzeiro de 1971 enaltecendo a conquista americana. O Brasil inteiro ficou encantado com este time que fez historia.


Talvez este seja o maior time na historia do America Futebol Clube. Um time que conseguiu a façanha de se sagrar campeão mineiro INVICTO exatamente em um ano em que o futebol de Minas Gerais brilhava e comandava no Brasil.
Basta lembrarmos que o Atletico acabaría se sagrando o primeiro campeão brasileiro exatamente neste ano. A equipe atleticana possuia jogadores como Vantuir, o uruguaio Cincunegui, Oldair, Humberto Ramos, Lola, Ronaldo Drummond, Dario e Romeu.
O Villa Nova tambem se consagrava ao vencer o primeiro campeonato da serie B neste mesmo ano.
O Cruzeiro vinha de um penta campeonato de 65 a 69 tinha fornecido a seleção campeã mundial de 70 no México Piazza, Fontana e Tostão. Alem destes, o time estrelado era verdadeiramente uma constelção de craques como: Raul, o argentino Perfumo, Ze Carlos, Dirceu Lopes, Roberto Batata, Eduardo e Palhinha comçando. Para se ter idéia da força deste time ele perdeu apenas os mineiros de 70 para o Atletico e de 71 para este America, voltando a vencer de 72 até 76.

Nego, Oswaldo Cunha, Pedro Omar, Alemão, Vander e Cláudio Mineiro em pé e Hélio, Dirceu Alves, Jair Bala, Amaurí e Hilton Oliveira


 Pois bem, me referi a estes tres times para se ter idéia da grandeza do feito americano. E não foi uma campanha qualquer, foi de forma inapelavel e invicta. Não podemos deixar de lembrar aqui dos grandes craques que levaram o America a este titulo: Vander um xerifão na defesa, Claudio Mineiro com sua força na lateral esquerda. Pedro Omar o comandante que armava e ditava o ritmo do time. Perfeito nas cobranças de faltas que sempre levavam perigo aos goleiros advesarios. Amauri Horta com sua elegancia ajudava no desarme e sempre chegava a area adversaria para fazer seus gols. No comando do ataque Dario "Alegria" que havia feito parte na Academia do Palmeiras nos anos 60. Dirceu Alves que veio do Corinthians e o craque do time Jair Bala. O camisa 10 americano só não fez chover , pois armou, tabelou e fez inumeros gols o que acabou lhe rendendo o premio de artilheiro do campeonato com 14 gols.
Jair Bala foi para muitos o maior jogador da História do América-MG. Atuava como meia ofensivo e também no ataque.

Jair teve uma primeira passagem pelo clube em 1964 e foi artilheiro do Campeonato Mineiro com 25 gols. Na segunda vez (1970-1971) em que atuou no Coelho, Jair atingiu o ápice da carreira.
No campeonato mineiro de 1971 foi novamente artilheiro, desta vez com 14 gols.

Jair Bala - Artilheiro e craque do campeonato

O plantel completo em frente ao Mineirão

A CAMPANHA INVICTA

América l x Tupi O

Local: Estádio Salles de Oliveira - Juiz de Fora.
Juiz: Maurílio José.
Renda: Cr$ 10 215,00.
Gol: Jair Bala 28' do 1.° tempo.

20/03
América 2 x Uberaba 1
Local: Mineirão
Juiz: Abel Santos
Renda: Cr$ 12 543,00
Público: 2.861 (3.578 total)
Gols: Jair Bala 37’ do 1º tempo; Dílson 36’ e Jair Bala 39’ do 2º

25/03
América 3x0 Casimiro
Local: Mineirão - Belo Horizonte
Àrbitro: Maurilio J. Santiago
Renda: Cr$ 26.211,00 (rodada dupla)
Público: 6.371 (8.157 total)
Gols: Jair Bala, Dirceu Alves, Zé Carlos Merola
América: Elcio, Batista, Vander, Zé Horta, Claudio Mineiro, Pedro Omar, Dirceu Alves, Amauri Horta, Hélio (Zé Carlos Mérola), Jair Bala (Ferreira II) e Zé Carlos Generoso.
Técnico: Biju

28/03
América 1 x Valério 0
Local: Leonídio Caiado - Itabira
Juiz: Juan de La Pasion Artez
Renda: Cr$ 24 687,00
Gol: Jair Bala 30’ do 2º tempo
América: Elcio, Batista, Vander, Zé Horta, Claudio Mineiro, Pedro Omar, Dirceu Alves, Amauri Horta, Zé Carlos Mérola, Jair Bala (Edson Ratinho) e Zé Carlos Generoso (Dario Alegria).
Técnico: Biju

4/4
América 2 x Atlético l
Local: Mineirão.
Juiz: Maurilo José Santiago.
Renda: Cr$ 141 422,00.
Público: 33.226 pagantes (38.016 total)
Gols: Pedro Omar 2’ do 1.° tempo; Dario (AM) 22' e Dario (AT) 28' do 2.°.
Expulsão: Renato (Atético)
América: Êlcio; Batista (Hale), Vander, Misael e Cláudio Mineiro; Pedro Omar, Amauri e Dirceu Alves; Merola, Jair Bala e Zé Carlos (Dario).
Técnico: Bijú
Atlético: Renato; Humberto, Grapete, Vantuir e Cincunegui; Vanderlei e Oldair; Vaguinho, Dario, Laci e Tião (Careca - G).
Técnico: Telê Santana

8/4
América 3 x Flamengo 0
Local: Mineirão
Juiz: Juan de la Pasíon Artes
Renda: Cr$ 18 720,00
Público: 4.284 (5.450 total)
Gols: Jair Bala 17’ e 28’ (pênalti) do 1º tempo; Dario 17’ do 2º

11/4
América 2 x Atlético (TC)
Local: Mineirão
Juiz: Abel Santos
Renda: Cr$ 21 891,00
Público: 5.165 (6.576 total)
Gols: Ari 2’ do 1º tempo, Amauri 10’ e Jair Bala 18’ do 2º
América: Élcio, Batista, Vander, Misael e Cláudio; Dirceu Alves e Amauri Horta; Merola, Jair Bala, Pedro Omar e Zé Carlos
Atlético (TC): Gilberto, Pedro Lúcio, Itabajara, Lamparina e Hélio Alves; Lio e Adilson; Mauro, Ari, Iaúca e Timbira (Galinho)


18/4
América l x Cruzeiro l
Local: Mineirão.
Juiz: Juan de La Pasión.
Renda: Cr$ 168595,00.
Público: 40.457 (45.212 total)
Gols: Gilberto 7' do 1.° tempo; Jair Bala 3' do 2.°.
América: Élcio; Batista, Vander, Misael (Dario) e Cláudio; Dirceu Alves, Pedro Omar e Amau­ri; Merola. Jair Bala e Zé Car­los (Ferreira).
Técnico: Bijú
Cruzeiro: Hélio; Pedro Paulo, Mendes, Miro e Darci Meneses; Spencer, Piazza e Toninho; Gilberto, Palhinha (Gil) e Rodri­gues.
Técnico: João Crispim

21/4
América l x Vila Nova O
Local: Mineirão.
Juiz: Abel Santos
Renda: Cr$ 20 943,00.
Público: 4.857 (6.444 total)
Gol: Dario 3' do 2.° tempo.

24/4
América 3 x Fluminense 1
Local: Mineirão.
Juiz: Murilo José Santiago.
Renda: Cr$ 14.102,00.
Público: 3.218 (4.427 total)
Gols: Dario 28' do 1.° tempo; Reinaldo 8', Dario 15' e Amauri 20' do 2.°.

1/5
América 2 x Uberlândia O
Local: Mineirão.
Juiz: Juan P. Artez.
Renda: portões abertos.
Gols: Dario 7' do 1.° tempo; Jair Bala 33* do 2.°.
América: Élcio; Batista, Vander, Pedro Omar e Cláudio; Dirceu Alves e Amauri; Merola, Dario (Ferreira), Jair Bala (Valtinho) e Zé Carlos.
Uberlândia: Lourenço; Santana, Wellington, Gilson e Carlinhos; Carlos Alberto e Hamilton; Luís Carlos, Válter (Roberto), Fazendeiro e Toninho.


9/5
América 2 x Tupi 2
Local: Mineirão.
Juiz: Jarbas de Castro Pedra.
Renda: Cr$ 25 336,00.
Público: 5.944 (7.901 total)
Gols: Valmir 42' do 1.° tempo; Valmir 5', Jair Bala 28' e Merola 44' do 2.°.
América: Écio; Batista, Vander, Zé Horta e Cláudio; Dirceu Al­ves e Pedro Omar; Merola, Amauri (Hélio), Jair Bala e Zé Carlos.
Tupi: Manga; Manuel, Murilo, Jair e Augusto; Divino e Osval­do; Cafuringa (Eloir), Valmir, Turcão e Guará.

12/5
Uberaba 2 x América 2
Local: Uberaba.
Juiz: Joaquim Gonçalves.
Renda: Cr$ 8000,00.
Gols: Gibe 36' e Amauri 44' do 1.° tempo; Carlinhos 38', Jair Bala 44' do 2.°.

16/05
Casimiro 2 x América 2
Local: Montes Claros.
Juiz- Juán de La Pasión Artez.
Renda Cr$ 16900,00.
Gols: Merola 44' do 1.° tempo; Pedro Omar 8', lldeu 16' e Moi­sés 41' do 2.°

20/05
América 1x0 Valerio
Local: Mineirão
Renda: 10.717,00
Público: 2.455 (3.707 total)


23/5
América l x Atlético O
Local: Mineirão.
Juiz: Murilo José Santiago.
Renda: Cr$ 106 547,00.
Público: 24.634 pagantes (29.365 total)
Gol: Amauri 21' do 2.° tempo.
Ocorrência: Élcio defendeu pê­nalti chutado por Lola.
América: Élcio; Batista, Vander, Zé Horta (Dias) e Cláudio; Dirceu Alves e Pedro Omar; Merola, Amauri, Jair Bala e Zé Car­los (Dario).
Técnico: Henrique Frade
Atlético: Renato; Zé Maria, Normandes, Vantuir e Cincunegui; Danival e Humberto Ramos; Vaguinho, Laci, Lola e Romeu.
Técnico: Telê Santana

29/05
América l x Flamengo O
Local: Mineirão.
Juiz: Doraci Monteiro.
Renda: Cr$ 25 721,00.
Público: 6.108 pagantes (8.342 total)
Gol: Dirceu Alves 9' do 1.° tempo.

6/6
América 1 x Atlético (TC) O
Local: Mineirão.
Juiz: Murilo Santiago.
Renda: Cr$ 38.080,00.
Público: 8.327 (10.657 total)
Gol: Amauri 18' do 2.° tempo.
Anormalidade: Jair Bala foi expulso aos 45’ do 2.° tempo.
América: Élcio; Batista, Vander. Dias (Café) e Cláudio; Dirceu Alves (Hélio) e Pedro Omar; Merola, Amauri, Jair Bala e Zé Car­los.
Atlético (TC): Gilberto; Hélio Alves, Itabajara, Barra Mansa e Nei (Ari); Adilson e Pedro Lú­cio; Mauro, laúca, Timbira e Zé Quinta.

09/06
América 1 x Cruzeiro 1
Local: Belo Horizonte:
Juiz: Jarbas de Castro
Renda: Cr$ 173 778,00,
Público: 38.673 (43.583 total)
Gols: Dario 2' e Dirceu Lopes 33’ do 1.° tempo.
Anormalidades: Amauri foi ex­pulso de campo.
América: Élcio; Misael, Vander, Café e Cláudio; Pedro Omar e Dirceu Alves; Zé Carlos Merola (Hélio), Amauri, Dario e Zé Carlos (Valtinho).
Técnico: Henrique Frade
Cruzeiro: Raul; Pedro Paulo, Perfumo, Fontana e Neco; Zé Carlos e Dirceu Lopes; Roberto Batata (Toninho), Tostão, Evaldo e Lima.
Técnico: Ílton Chaves

12/6
América 2 x Vila Nova 0
Local: Mineirão.
Juiz: Joaquim Gonçalves.
Renda: Cr$ 18 289,00.
Público: 4.155 pagantes (5.674 total)
Gols: Dirceu Alves 25' do 1° tempo e Hélio 3' do 2º.

19/6
América 1 x Fluminense l
Local: Mineirão.
Juiz: Joaquim Gonçalves.
Renda: Cr$ 20 261,00.
Público: 4.625 (6.203 total)
Gols: Baiano 4' e Amauri 25' do 1° tempo.

26/6

América 3 x Uberlândia 2
Local: Mineirão.
Juiz: Joaquim Gonçalves.
Renda: Cr$ 21 339,00.
Público: 4.744 (6.337 total)
Gols: Hélio 21' do 1.° tempo; Luís Carlos 11'. Amauri 15', Jair Bala 21' e Luís Carlos 39' do 2.°.
América: Élcio; Misael, Vander, Café e Cláudio; Pedro Omar e Dirceu Alves; Hélio, Amauri, Dario e Zé Carlos (Jair Bala).
Uberlândia:Lourenço; Santana, Alex, Gilson e Carlinhos; Jorge e Hamilton; Fazendeiro, Válter (Hugsmar). Alemão (Luís Car­los) e Toninho.

6 comentários:

  1. Realmente um grande time, numa grande fase do futebol mineiro, que na época tinha tres forças de nível nacional. Bons tempos que VOLTARÂO jamais! Quem viver... verá!!!

    ResponderExcluir
  2. Foi uma das eras douradas do futebol mineiro. Havia o Cruzeiro, no meu entender, junto com o Botafogo-RJ, o melhor time brasileiro da época e o Atlético que ganhou o Brasileirão deste ano de 1971. O América, tradicional clube mineiro, tinha também uma bela equipe, da qual destaco principalmente o Pedro Omar e o Jair Bala. Não sei se foi o maior time da história deste clube, já que foi 10 vezes seguidas Campeão Mineiro, mas com certeza o time de 71 foi um dos grandes do glorioso América-MG.

    ResponderExcluir
  3. Grande Bruno, obrigado pela matéria. EU como apaixonado americano, me senti, como toda a família americana, homenageado.

    ResponderExcluir
  4. Fiquei feliz em ver meu pai (Cafe) na foto de um time tao vencedor. Obrigado. Anderson Cardoso

    ResponderExcluir
  5. Esse mesmo Café é o que defendeu o América da São José do Rio Preto-SP ?

    ResponderExcluir