FTT - Futebol de Todos os Tempos

ENTREVISTAS COM EX JOGADORES, TECNICOS, DIRETORES E PESSOAS LIGADAS AO FUTEBOL QUE CONTRIBUIRAM DE ALGUMA FORMA PARA QUE PUDESSEMOS CONHECERMOS UM POUCO MAIS DA HISTORIA DO FUTEBOL BRASILEIRO E MUNDIAL.

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Esquadrão Inesquecivel - ATLETICO 1971

Mesmo com a base do time campeão estadual no ano anterior, o Atlético entrou para a disputa do primeiro Campeonato Brasileiro, em 1971, sem ser considerado favorito. As maiores apostas eram o Santos de Pelé, o Botafogo de Jairzinho, o Corinthians de Rivellino, o Palmeiras de Ademir da Guia, o Cruzeio de Tostão e o São Paulo de Gérson. Mas quem acabou conquistando a primeira competição mais importante do País foi o Galo, com um time aguerrido, sem nenhuma estrela, comandado por um técnico que começava a escrever o seu nome na história do futebol brasileiro: Telê Santana.


Na primeira fase, o Atlético terminou em segundo lugar no Grupo B, atrás apenas do Grêmio. Nem as contusões do ponta-esquerda Tião e do ponta de lança Lôla, principal armador do time, prejudicaram o rendimento da equipe. Na segunda fase, o Galo caiu novamente no Grupo B, ao lado do Santos, de Pelé, Internacional e Vasco. Os quatro times jogavam em turno e returno e apenas o vencedor da chave garantiria vaga para o triangular final, que apontaria o primeiro campeão brasileiro. O Alvinegro estreou vencendo o Vasco por 2 a 1, no Mineirão. Na rodada seguinte, foi derrotado pelo Santos no Morumbi pelo mesmo placar. Apesar da derrota em São Paulo, o time não se abateu e foi a Porto Alegre, onde goleou o Internacional por 4 a 1, em pleno Beira-Rio.





Na estréia do returno, o Atlético venceu o Santos por 2 a 0, com dois gols do lateral-esquerdo Odair. O empate na seqüência, com o Vasco, por 1 a 1, no Maracanã, deixou o Galo bem perto da classificação. A equipe alvinegra poderia perder para o Internacional, na última rodada, por até três gols de diferença que seguiria na competição. A derrota por 1 a 0 para os gaúchos foi insuficiente para eliminar os mineiros, que entraram no triangular final do primeiro Campeonato Brasileiro ao lado de Botafogo e São Paulo.O Galo estreou contra o São Paulo, no Mineirão, e fez o seu dever de casa, ao vencer por 1 a 0, com gol do capitão Oldair, de falta. O tricolor paulista se reabilitou e venceu o Botafogo por 4 a 1, no Morumbi. No dia 19 de dezembro, o Atlético enfrentava o Botafogo no Maracanã precisando de um empate para conquistar o primeiro título brasileiro. A torcida atleticana compareceu em grande número ao maior estádio do mundo. Mais de 150 ônibus deixaram Belo Horizonte com destino ao Rio. Milhares de carros partiram de todo o estado e ainda foram fretados vários aviões para a capital carioca. Pelos cálculos, 20 mil atleticanos estiveram no Marcanã. E para a alegria da massa, aos 18 minutos do segundo tempo, Dario aproveitou um belo cruzamento de Humberto Ramos e cabeceou para o fundo do gol, dando ao Atlético o título do primeiro Campeonato Brasileiro.


A brilhante campanha

27 jogos: 12 vitórias, 10 empates e 5 derrotas
39 gols a favor, 22 gols contra
Todos os jogos do Atlético:

08 de agosto - Mineirão - Atlético 1 x 1 América-MG - Gol: Dário
15 de agosto - Olímpico - Grêmio 1 x 1 Atlético - Gol: Lola
21 de agosto - Maracanã - Flamengo 1 x 0 Atlético - Gol: Lola
25 de agosto - Mineirão - Atlético 4 x 0 Bahia - Gol: Oldair, Lola (2) e Dário
28 de agosto - Ilha do Retiro - Sport 1 x 1 Atlético - Gol: Vanderlei
01 de setembro - Mineirão - Atlético 2 x 0 São Paulo - Gols: Dario (2)
05 de setembro - Mineirão - Atlético 2 x 1 Santos - Gols: Dario (2)
08 de setembro - Maracanã - América-RJ 2 x 0 Atlético
12 de setembro - Mineirão - Atlético 2 x 2 Botafogo - Gols: Dario (2)
19 de setembro - Presidente Vargas - Ceará 0 x 2 Atlético - Gols: Dario e Oldair
22 de setembro - Parque Antártica - Corinthians 0 x 0 Atlético
25 de setembro - Mineirão - Atlético 2 x 2 Santa Cruz - Gols: Romeu e Humberto Ramo
03 de outubro - Belfort Duart - Coritiba 1 x 0 Atlético
10 de outubro - Mineirão - Atlético 1 x 1 Cruzeiro - Gol: Oldair
16 de outubro - Maracanã - Fluminense 2 x 0 Atlético
23 de outubro - Mineirão - Atlético 5 x 1 Portuguesa - Gols: Ronaldo, Dario, Romeu (2) Spencer
31 de outubro - Mineirão - Atlético 3 x 1 Internacional - Gols: Dario e Pedrilho
6 de novembro - Maracanã - Vasco 0 x 0 Atlético
14 de novembro - Mineirão - Atlético 0 x 0 Palmeiras
21 de novembro - Mineirão - Atlético 2 x 1 Vasco - Gols: Ronaldo e Humberto Ramos
25 de novembro - Pacaembu - Santos 1 x 2 Atlético - Gol: Ronaldo
28 de novembro - Beira-Rio - Internacional 1 x 4 Atlético - Gols: Dario (2), Oldair e Ronaldo
1 de dezembro - Mineirão - Atlético 2 x 0 Santos - Gols: Oldair (2)
4 de dezembro - Maracanã - Vasco 1 x 1 Atlético - Gol: Zé Maria
9 de dezembro - Mineirão - Atlético 0 x 1 Internacional
12 de dezembro - Mineirão - Atlético 1 x 0 São Paulo - Gol: Oldair
19 de dezembro - Maracanã - Botafogo 0 x 1 Atlético - Gol: Dario

A Decisão - Triangular Final
Campeão: Clube Atlético Mineiro
Vice campeão: São Paulo pelo critério do saldo de gols.
O campeonato foi decidido através de um triangular.

12.dezembro.1971 – Mineirão – Atlético Mineiro 1 x 0 São Paulo





Times perfilados ouvindo o hino nacional antes da partida

Gol de Oldair

Oldair e Humberto Monteiro comemoram o gol

Juiz: Armando Marques

Atlético Mineiro: Renato. Humberto Monteiro. Grapete. Vantuir. Oldair. Vanderlei. Humberto Ramos. Ronaldo. Dario. Beto (Spencer) e Romeu (Tião).

São Paulo: Sérgio. Forlan. Samuel. Arlindo. Gilberto. Teodoro. Edson (Everaldo). Gerson. Terto. Toninho e Paraná.


Lance do jogo Atletico x São Paulo no Mineirão. Sergio Valentim
e Arlindo torcem para a bola de Ronaldo não entrar.


15.dezembro.1971 – Morumbi – São Paulo 4 x 1 Botafogo

Gols de Terto (2). Toninho e Forlan (São Paulo). Nei (Botafogo)
Juiz: Armando Marques

São Paulo: Sérgio. Forlan. Samuel. Arlindo. Gilberto. Teodoro. Gerson. Terto. Everaldo (Paulo). Toninho (Edson) e Paraná.

Botafogo: Ubirajara. Paulo Cesar. Djalma Dias. Nei Conceição. Waltencir. Carlos Roberto. Marco Antonio (Tuca). Nei Oliveira. Jairzinho. Roberto (Zequinha) e Careca.

17.dezembro.1971 – Maracanã – Atlético Mineiro 1 x 0 Botafogo


Gol de Dario

Juiz: Armando Marques
Expulsos: Mura e Carlos Roberto (Botafogo)
Renda: CR$ 294.420,00Publico: 46.458 pagantes
Atlético: Renato. Humberto. Grapete. Vantuir e Oldair. Vanderlei e Humberto Ramos. Ronaldo. Lola. (Spencer). Dario e Tião.Técnico: Tele Santana
Botafogo: Wendell. Mura. Djalma Dias. Queirós e Valtencir. Carlos Roberto. Marco Aurélio(Didinho) e Careca (Tuca). Zequinha. Jairzinho e Nei Oliveira.Técnico: Paraguaio

2 comentários:

  1. Quando em 1971 começou o primeiro Campeonato Brasileiro oficial da história, poucos acreditavam que o Atlético Mineiro seria o campeão daquele ano. Principalmente pelo fato de haverem grandes equipes no Brasil naquela época, sendo que o time mineiro não era destaque dentre os demais times, vindo de uma traumática década de 60, quando sofria com o seu rival Cruzeiro, que era o melhor time brasileiro deste período.
    Quando o Atlético contratou o centroavante Dario, no final dos anos 60, as coisas começaram a melhorar. O Galo passou a ser mais conhecido nacionalmente, sendo que muitos times sofriam com o artilheiro. Com Dadá em campo, não existe placar em branco, tanto que o presidente Médici exigiu a sua convocação para a Seleção Brasileira, ocasionando, assim, a polêmica demissão do técnico João Saldanha.
    Com a chegada do treinador Telê Santana, ex-jogador e uma grata revelação do Fluminense, o Atlético Mineiro melhorou ainda mais o seu desempenho em campo, sendo Campeão Mineiro no ano de 1970.
    O título de Campeão Brasileiro foi justo, com o Galo vencendo grandes adversários.

    ResponderExcluir
  2. Quando o nosso maior rival, o Cruzeiro ganhou depois de trezentos anos o CAMpeonato nacional, comparem os times e os jogadores aos quais ele enfrentou. Até os grandes time naquele ano estavam uma baba. O glorioso Clube Atlético Mineiro derrotou times inculive em seus terreiros onde estavam ali a melhor safra de jogadores que este país ja teve. SANTOS de PELÉ, INTERNACIONAL de Falcão, Jair, Waldomiro, Corinthians, SÃO PAULO de Gerson, Terto, Fourlan,Paranhos, Paraná, BOTAFOGO de Brito, Waltencir, Roberto, Jairzinho,Zequinha, PORTUGUESA de Xaxá, Cabinho e Tatá enfim, vejam as escalações dos times que o Galo enfrentou para depois analizarem o título do nosso Rival. Foi fácil este título para os azuis tanto que, dizem que Alex sozinho ganhou o CAMpeonato para eles. Conclusão: time que um jogador só ganha título, os outros times então em?

    ResponderExcluir